A3 DIGITAL

A3 BLOG

Para além das impressões

Publicado em 29/08/2018

Você provavelmente já ouviu dizer que a carreira neste século é de responsabilidade do próprio profissional, certo? Com o apoio e, até certo ponto, direcionamento, da organização, cada um deve trilhar uma trajetória de trabalho que seja coerente com seu objetivo de vida e valores pessoais.  O conceito que está por trás dessas mudanças é a AUTONOMIA: mais liberdade para decidir sobre o próprio caminho, para aqueles que dedicam a maior parte de suas vidas a realizar um trabalho.

Isso significa que o nível de responsabilidade também aumentou... não apenas sobre os resultados do próprio trabalho, mas também sobre os rumos que se escolhe tomar ao longo dos anos produtivos. Cada escolha, cada decisão, pode aproximar ou distanciar de um projeto profissional e de vida.

Fazer escolhas “erradas”, decidir mudar de rumo, voltar atrás em alguns momentos, não parece ser o maior desafio ao assumir a autonomia profissional. Afinal, alguns passos em falso e algumas barreiras mais complexas no caminho podem inclusive ser úteis para revermos nossas atitudes e a forma como nos posicionamos frente a tudo isso.

Sabe qual é, na realidade, o maior obstáculo no alcance de posições desejadas na carreira? As impressões...

Apesar da mudança na forma da condução da trajetória profissional, na qual as escolhas feitas tem um alto peso, muitas pessoas ainda preferem agir com base em suas percepções, sentimentos e impressões sobre os resultados e comportamentos. Não que as impressões não sejam importante, pois elas são! Elas dizem respeito à experiências passadas que de alguma forma são revividas na situação em questão. E nos dão bons indícios do que está certo ou errado, se aquilo é o mais adequado ou não. Por isso, não podemos invalidá-las, pois seria o mesmo que invalidar toda uma história de experiências. Mas, será que tomar decisões de carreira apenas por meio dessas percepções é o suficiente?

É preciso critérios mais objetivos e respostas mais claras, a partir de uma avaliação criteriosa em cada situação para se definir promoções, planos de carreira e sucessões em empresas, de forma a aproveitar e desenvolver o melhor potencial dos profissionais envolvidos. Atualmente, há várias formas de se medir talentos e potenciais a partir de testes psicológicos, entrevistas por competência e avaliações comportamentais. Com base nisso, surgiu uma forma de avaliação que combina todas essas ferramentas, de forma integrada e direcionada para objetivos: o ASSESSMENT.

Traduzido do inglês como “avaliação”, o assessment é uma forma impulsionar a carreira e tomar decisão sobre pessoas de forma direcionada, com estratégias compatíveis com a realidade pessoal e organizacional de curto e longo prazo. Para nós, o que torna essa forma de avaliação única é que ela não acaba quando os testes são corrigidos e os resultados são entregues ao profissional ou ao seu líder. Acreditamos que o assessment deve ir além do processo de avaliação, por meio de sessões de feedback e planejamento de desenvolvimento. O suporte contínuo e personalizado é fundamental para definir ações, revisá-las, e assim proporcionar tomadas de decisão que aproximem do objetivo de carreira e organizacional estabelecido.

Já imaginou o quanto você poderia alcançar caso se apoiasse em suas experiências e em uma análise criteriosa de habilidades, talentos e necessidades de desenvolvimento?

 

 

Assessment compartilhar