A3 BLOG

Qual a relação das suas emoções com o seu desempenho?

Publicado em 27/09/2019

O ser humano conta com uma gama imensa de sentimentos, partindo dos mais básicos como a felicidade, a tristeza e a raiva, até outros mais complexos. Considerando a variedade de pessoas e situações do nosso dia a dia, não é de se surpreender que durante a nossa jornada de trabalho vários desses sentimentos se façam presentes e contribuam para sermos assertivos ou não.

Além do conhecimento técnico, somos constantemente avaliados a partir do nosso equilíbrio emocional. Saber lidar com diferentes pessoas, ouvindo e se colocando no lugar do outro, trabalhar em equipe e ter um bom relacionamento interpessoal, são características essenciais para o crescimento profissional. Por isso, é tão importante reconhecermos os nossos sentimentos e os dos outros.

Se somos criaturas emotivas, como fazer para expor nossas emoções da melhor maneira? É possível controlar esses sentimentos e impulsos?

Sabe aqueles momentos que você tem um problema com um cliente delicado? Ou então quando um projeto que você está desenvolvendo é barrado? Ou talvez aqueles dias que seu chefe acordou com o pé esquerdo? Quando falamos do ângulo biológico, não podemos evitar que nossa primeira reação a qualquer um desses eventos seja emocional. Afinal, vivenciamos as experiências através das emoções antes da
razão poder entrar em ação. No entanto, o que nós podemos fazer é ter controle na maneira como reagimos a essas emoções e é exatamente esse um dos aspectos que a inteligência emocional se propõe a desenvolver.

A inteligência emocional surgiu nos anos 90 e atualmente pode ser entendida como a capacidade de harmonizar pensamento e emoção. Em outras palavras, é a habilidade de compreender e ter controle sobre as próprias emoções e também reconhecer e administrar as das outras pessoas, o que Goleman (2001) divide em competências pessoais e sociais. O primeiro grupo se relaciona com a nossa capacidade de gerenciar nossas emoções e nosso comportamento e o segundo com a maneira pela qual lidamos com nossos relacionamentos no reconhecimento das emoções e motivações dos outros.

Conhecer nossas emoções e reações em diversas situações nos possibilita entender o que fazemos bem, o que nos motiva e o que pode nos trazer reações intensas. Esse autoconhecimento nos permite aplicar nossos pontos fortes nas atividades apropriadas, além de impedir que as emoções nos atrapalhem por meio da autogestão. Por meio dela conseguimos direcionar nosso comportamento de maneira positiva assim como avaliar as situações sem cedermos às tentações.

A partir do desenvolvimento da observação, a consciência social nos permite reconhecer as emoções dos outros e entender a maneira como as pessoas reagem às diferentes situações do dia a dia, blindando-nos no trato com aquele cliente delicado ou com o chefe complicado por exemplo. Isso nos auxilia na gestão dos nossos relacionamentos, levando à uma comunicação clara e eficaz e na evolução de vínculos para relações de mais qualidade.

Compreendendo melhor o que é a inteligência emocional, naturalmente entendemos a sua grande importância para qualquer profissional independentemente da sua posição. Um profissional que se conhece consegue entender com clareza seu papel dentro da organização, além de compreender suas fortalezas e os seus pontos de melhoria. Com isso, recebe com maior tranquilidade os feedbacks e reage melhor às situações difíceis, mantendo-se centrado, não sendo levado por impulsos e entregando melhores resultados.

O profissional que desenvolve sua inteligência emocional torna-se mais apto à tomada de decisão, justamente por não ser facilmente guiado pela intuição. Também tem maior facilidade de se destacar e engajar as pessoas ao seu redor para seus projetos ao desenvolver os seus relacionamentos.

Estar sujeito às emoções no ambiente de trabalho é natural a todos. Como cada um nota e reage a isso, essa sim é a grande questão. Desenvolver a inteligência emocional traz grandes resultados pessoais e é também um grande diferencial para o profissional que busca se destacar e alcançar seus objetivos.