A3 BLOG

and tags like '%Entrevista%'

Três experiências reais revelam como a pandemia significou uma oportunidade para profissionais entrarem em contato de forma mais profunda com os seus valores pessoais e profissionais.

 

Alguns relatos de profissionais têm se destacado nas nossas entrevistas de seleção por mostrarem o lado positivo da pandemia: uma oportunidade para entrarem em contato de forma mais profunda com os seus valores pessoais e profissionais.

Compartilharemos três desses relatos de gestores reais participantes dos processos seletivos da A3 Consultoria, pois representam uma perspectiva positiva sobre a pandemia a qual estamos vivendo e inspiram esperança diante de todas as perdas e dificuldades vivenciadas por profissionais e empresas. Eles destacam:

  • a importância do convívio familiar e um trabalho que tenha flexibilidade quanto a isso;
  • a atitude para novos conhecimentos;
  • a oportunidade de reconhecer os valores da empresa.

É uma oportunidade para perceber que em toda crise também existe uma oportunidade de evoluir, ainda que, considerando toda dor e sofrimento envolto a esse processo.

O que é uma entrevista de seleção?

A entrevista de seleção é uma das etapas do processo de Recrutamento e Seleção. O objetivo é avaliar se o profissional está aderente aos valores da empresa e dentro dos pré-requisitos técnicos e comportamentais da vaga.

Essas entrevistas, que acontecem agora de forma on-line em respeito às normas de segurança devido ao risco de contaminação pela COVID-19, nos possibilitam conhecer a trajetória profissional de vários candidatos, assim como as conquistas e desafios experienciados principalmente no momento atual devido à pandemia.

1º caso de profissional – Valor: família

O primeiro caso é de uma profissional participante do nosso processo seletivo que, por conta do isolamento social e da experiência home office, começou a refletir de forma mais ativa sobre a relação: horário e formato de trabalho e tempo com a família.

“O isolamento social me fez permanecer um tempo maior em casa e, consequentemente, que eu passasse mais tempo com meus familiares, visto que minha rotina de trabalho não me permitia um contato tão intenso”.

Esse período contribuiu para ela fortalecer os laços familiares, e o tempo com a família se tornou fator importante para considerar em uma nova oportunidade de trabalho o qual ela revelou de forma transparente na entrevista.

Isso se torna norteador para qual tipo de oportunidade faz sentido para ela. Ela assume um papel ativo na sua escolha reforçando o que para ela é um valor: uma modalidade de trabalho que possibilite mais tempo com a família.

O home office foi e ainda está sendo realidade para muitos profissionais. Estamos acostumados a perceber os desafios em relação à convivência com a família diante das diversas rotinas dos integrantes da casa, além dos serviços domésticos, por exemplo. 

Neste caso, percebe-se uma profissional que se atentou ao que era valor para ela, e isso consequentemente pode direcioná-la ao perfil de trabalho o qual aceitará e, a longo prazo, determinará de forma relevante o seu indicador de uma carreira de sucesso.

2º caso de profissional - Valor: conhecimento

É fato que, com a pandemia, muitas empresas e instituições se viram obrigadas a adaptar os seus serviços para o ambiente digital de forma rápida.  Os profissionais também precisaram vivenciar essa adequação principalmente em relação ao uso das ferramentas digitais.

Esta é outra perspectiva que percebemos com as nossas entrevistas de seleção: atitude para buscar novos conhecimentos:

·         De novas tecnologias e ferramentas digitais;

·         De competências para lidar com o cenário de mudanças;

·         De recursos para lidar com as próprias emoções (um pouco mais afloradas nesse momento);

·         De determinação e foco para continuar seguindo na carreira.

É possível perceber que muitos profissionais estão aproveitando esse momento para investir no seu conhecimento. O autoconhecimento é  fundamental nesse processo, pois ter clareza dos objetivos direciona o seu foco para qual tipo de conhecimento técnico e comportamental será estratégico considerando o momento do mercado, a posição que você procura/ocupa e os seus objetivos de carreira. 

Com a Covid-19, as pessoas tiveram a oportunidade de ressignificar muita coisa. A experiência de aprendizado é uma delas.

3º caso de profissional - Valores da empresa

Outro caso que tivemos a oportunidade de conhecer por meio das entrevistas de seleção foi de uma profissional que estava disponível para novas oportunidades mesmo trabalhando em uma empresa. No decorrer do processo seletivo, quando fizemos contato com ela, ela nos trouxe a seguinte informação: havia contraído Covid.

Nesse momento tão difícil para ela, obteve total apoio da empresa onde trabalha em relação aos cuidados e suporte em relação à sua recuperação, e isso a fez repensar se aquele era o momento certo de sair e tentar outras oportunidades.

Fica claro o impacto das ações da organização para reter os seus colaboradores. O cuidado que essa profissional recebeu da empresa, diante desse momento delicado de saúde, a fez repensar e até motivá-la a continuar trabalhando.

Os valores da empresa estavam alinhados com os dela. Isso gerou conexão. É importante pensar o quanto os valores da empresa precisam estar alinhados aos dos profissionais e vice-versa para que seja uma relação transparente e que fortaleça a relação empregado-empregador. Afinal, os valores são os norteadores das ações dos profissionais e das empresas.

A gestora agradeceu a oportunidade declinando do nosso processo seletivo e optando por continuar na empresa a qual trabalha.

É notório o quanto as relações têm bastante impacto para continuarmos nos ressignificando: seja na sua relação consigo mesmo pela busca de novos conhecimentos; seja na sua relação familiar e o quanto ela pode impactar nas suas escolhas profissionais e na sua definição de sucesso; seja na sua relação com a empresa a qual trabalha para conseguir lidar com os desafios e entregar o que propõe.

Analisando os três casos compartilhados, podemos perceber que os valores são norteadores essenciais para profissionais e empresas agirem e lidarem de forma positiva com esta pandemia.

 

Joana Darque - Human Resources Manager A3 Consultoria

 

 

leia mais

A entrevista é um dos passos mais importantes para conquistar a tão sonhada vaga de trabalho. Porém, a ansiedade, a falta de experiência e o nervosismo podem transformar essa oportunidade em um verdadeiro pesadelo. Para não correr o risco de “meter os pés pelas mãos”, o mais indicado é se preparar com antecedência. Antes de tudo, o candidato precisa ter em mente que o recrutador avaliará atitudes, respostas, comportamento, habilidades, postura e apresentação.

Algumas entrevistas podem se limitar a uma conversa informal ou com perguntas estruturadas, mas pode ocorrer a utilização de outras ferramentas como testes psicológicos, dinâmicas em grupo e até perguntas desconcertantes como, por exemplo:

Por que foi desligado do emprego anterior?
Por que existe uma lacuna no seu currículo?
Como você lida com pressão ou conflitos?
Como reage às críticas?

Por isso, é essencial revisar seu currículo, conhecer os pontos pessoais fortes e de melhoria, pesquisar sobre os quesitos da vaga e, se possível, a cultura da empresa (missão, visão e valores), o que pode ser encontrado no site da organização. Quando isso não for possível, procure se informar sobre o segmento da empresa.

Para não ser pego desprevenido, tente simular, de preferência por meio de gravação de áudio ou até mesmo de vídeo, alguns tópicos da conversa com antecedência. É óbvio que é difícil prever o que o entrevistador irá perguntar, mas o treino pode auxiliar no processo de avaliação da postura e da coerência nas respostas. Mas seja verdadeiro! Não tente simular quem não é.

Esteja preparado para perguntas como:

Do que mais se orgulha?
Onde você se vê daqui cinco anos?
Qual é o emprego dos seus sonhos?
Qual a sua pretensão salarial?
Como ficou sabendo da vaga?
Por que deseja trabalhar nessa empresa?
Por que devemos te contratar?
Qual é o seu diferencial?

Na hora de responder, evite falar mal do emprego anterior, mentir, se autoelogiar, dar respostas vagas e usar gírias ou humor desnecessário. Para contar sua história e conquistas de maneira mais estruturada, utilize o método STAR (ou seja: descreva Situação, Tarefa, Ações e Resultado). Vale frisar que entre as principais características observadas na entrevista de emprego estão a seriedade e o profissionalismo.

Neste aspecto, é sempre bom lembrar que você terá um curto espaço de tempo para se apresentar e falar sobre o profissional que se tornou. Então vá com atitude e vitalidade! Procure não se atrasar e aposte em roupas sóbrias e bem cuidadas. Ali é o seu momento! Ao final, se o recrutador explicar quais serão as próximas etapas do processo seletivo, comemore! Este é um forte indício que está no páreo.

 

*Anita Luzine é psicóloga, especialista em Gestão de Pessoas e Negócios e Diretora de Negócios e Inovação da A3 Consultoria

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

leia mais
Entrevista compartilhar